quinta-feira, fevereiro 08, 2007

AQUECIMENTO GLOBAL 4

Este tema faz parte das minhas preocupações recorrentes. Tento sempre que posso, cativar o número máximo de pessoas para partilhar esta preocupação.Se, se derem ao trabalho de ir ver, o relatório das Nações Unidas, acabadinho de saír (climate change 2007), ficarão provávelmente preocupados e com razão.Descansem que o mundo não acaba para vocês. Para os nossos filhos e netos, no entanto, já não vai ser assim. Mais do que os países, que se guerreiam sem fim à volta deste tema, importa que sejamos nós a tomar uma atitude, ou melhor uma série delas, que farão de certeza a diferença.Voltarei rápido para vos dar conta de alguns gestos, que multiplicados por muitos de nós, dão resultados impressionantes.Leiam também o relatório Stern, da Grã-Bretanha.
Para começar:
-troquem as vossas lampadas por outras de alto rendimento.
-poupem o máximo de água que puderem.
-façam uma reciclagem efectiva nas vossas casas.
-não usem sacos de plástico indiscriminadamente.
-tomem banho de chuveiro, não de imersão.
-usem vidros duplos. O que se poupa em aquecimento é notável.
-usem a lareira o menos possível. É uma das maiores fontes de dióxido de carbono.-Quem puder que use energias alternativas.
Para quem pensa que isto não faz sentido dou-lhe um exemplo. Os autoclismos têm um sistema poupador de água. Nos que não têm, coloquem-lhe dentro uma garrafa cheia com um litro de água. Numa casa normal poupa-se em média 40 litros/dia. Num mês são 1200l. Num ano são 14.400 litros. Só num andar. Num prédio de 30 apartamentos são 432.000 litros/ano. Multipliquem isso pelas cidades do vosso país, do mundo. A quantidade de energia que se poupa é inimaginável.
Fiquem comigo. Lembrem-se do que vos disse, no vosso dia-a-dia.
Al Gore em Lisboa. Aparentemente seria uma boa notícia. Um ambientalista convicto, candidato a Prémio Nobel.
Pois é!
Veio dar uma conferência e cobrou-se régiamente.
A conferência de interesse para todos, foi quase secreta e por convite.
Por último, e para que não me acusem de ser do contra, já o escrevi há meses neste mesmo blog: o livro que escreveu é muito, muito fraquinho. Só diz banalidades. Mas enfim, é o que temos.
Penso muitas vezes que este mundo em que vivemos é o verdadeiro Matrix.
Um abraço
GED

1 comentário:

Manuel Sampayo disse...

Tá visto que defender o ambiente é também uma boa maneira de ganhar a vida...! O Gore que o diga.

Sou ambientalista: tomo duche e com água fria (durante todo o ano!).
Um abraço