sábado, março 17, 2007

MAR SALGADO

Estas mesmas ondas, já banharam e voltarão a banhar, no seu movimento perpétuo, as praias da minha terra

GED


1 comentário:

Phwo disse...

O mesmo mar da Diana em outros olhos, ainda.
O mesmo mar que resiste à história, que resiste ao tempo, mas que talvez não resista à acção aniquiladora do homem.
Hoje, a água estava cheia de nafta (petróleo?)