sexta-feira, setembro 28, 2007

OS RIOS DA MINHA VIDA


RIO CUBAL

2 comentários:

João Abreu disse...

Mas que deslumbramento para mim Henrique. O nosso Rio que transporta tantas recordações. Obrigado pela imagem. Queira Deus que o Canais veja esta foto. explico. A pedra em primeiro plano, a que tem as canas era onde eu e o Canais nos escondiamos à espera dos patos. Tenho um poema que fala nessa passagem das nossas vidas, onde descrevo as nossas fugas até ao Rio. Talvez este não seja o espaço próprio para tal entusiasmo, mas gaita, o Henrique é irmão e o Rio Cubal transporta o Começo do Mundo.
Um abração de obrigado.
Visito com frequência o teu blog, pq sei que vou encontrar sempre motivos de alegria e meditação.
Um kuata peka

Manuel Sampaio disse...

... e mais abaixo ficava a ponte velha! Ali se iniciava o Cubal! A ponte por onde passavam as muanhas com as quintas de milho à cabeça; as camionetas a abarrotar de sisal, as carrinhas dos caixeiros-viajantes carregadinhas de mercadorias debaixo das lonas que as protegiam da chuva ou da poeira; as zundaps, hondas e floretes em "estrilho" desabrido desenfreado a caminho da lagoa... Era a ponte que ligava o "Começo do Mundo" ao Mundo.
Está tudo tão fresco na nossa memória! Está tudo tão cruelmente longe no tempo...

Um abraço ao Henrique e ao Necas